No Bradesco, Daniel Silveira têm quatro contas vazias e uma com pouco mais de 500 reais

Ofício enviado ao STF declara que as contas foram bloqueadas, atendendo a ordem de Alexandre de Moraes.

Agência do Bradesco no Rio de Janeiro, 2012. / Foto: Eduardo P , Wikimedia Commons

O banco Bradesco informou ontem (6) ao STF que o Deputado Federal Daniel Silveira (PTB-RJ) teve quatro contas bloqueadas na instituição, em obediência à determinação do ministro Alexandre de Moraes. Delas, apenas uma, voltada para investimentos, tinha saldo, no valor de R$561,45.

O valor é parte dos R$405 mil reais que Silveira deve à justiça por, dentre outras coisas, não utilizar a tornozeleira eletrônica. Condenado por ameaças e ataques ao Estado Democrático de Direito, o ex-PM carioca – com longa ficha de indisciplina na corporação – obteve perdão (indulto) em decreto do presidente da república, Jair Bolsonaro, que agora é questionado no STF. A ação, que caiu nas mãos de Rosa Weber, pede que o decreto seja declarado nulo, por ferir princípios como o da impessoalidade e o da moralidade, além de conceder perdão em um processo que sequer terminou de ser julgado.

Alexandre de Moraes já havia solicitado ao Banco Central do Brasil informação sobre os saldos de todos os ativos de Silveira no sistema financeiro nacional, mas a instituição esclareceu que não possui tais informações, disponíveis apenas nos bancos.

Para terminar de quitar a multa, a câmara tem ordens de recolher 25% dos vencimentos do deputado todo mês, até que se complete os R$405 mil.

Entenda o caso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: