João Carlos Martins elogia orquestra de Arceburgo

Maestro chamou o trabalho de Rodrigo Morige de “praticamente heroico”, e ainda expressou desejo de assistir ensaio da Musicarce

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Através do whatsapp, o mundialmente conhecido maestro João Carlos Martins, dono de uma trajetória de talento e superação, elogiou a orquestra Musicarce, de Arceburgo-MG. Através de um áudio enviado hoje, o pianista e regente da Bachiana do SESI também expressou interesse em receber uma gravação de ensaio do grupo:

“Rodrigo, quem diria que em Arceburgo você conseguiu todos esses naipes de orquestra e cerca de 70 músicos. Não dá pra imaginar, acho um ato praticamente heroico. Agora, gostaria de receber, quando possível, algum ensaio seu para comentar com você, tá bom, querido? Mas parabéns mesmo.”

João Carlos Martins

A orquestra Musicarce foi criada em 2019, simbolicamente no dia da morte de Ludwing Von Beethoven, 26 de Março. Através de aulas gratuitas, crianças, adolescentes e adultos tem a possibilidade de aprender instrumentos musicais dos mais variados naipes, além do direito de levá-los para casa para estudo. O grupo se reúne nas tardes de sábado para os ensaios, no clube recreativo da cidadezinha mineira. A iniciativa é uma realização da Prefeitura Municipal de Arceburgo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, e também do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Foto: Redes Sociais (Reprodução)

João Carlos Martins é especialista em Bach, compositor alemão do período barroco. Vítima de um acidente no braço direito que atrofiou seus dedos. Tornou-se notória a insistência do músico, que apesar dos problemas que afetavam sua mobilidade, continuava a tocar, muitas vezes com dor, mas adaptando-se. Não bastasse isso, foi vítima de um grave golpe na cabeça em um assalto, o que causou sequelas neurológicas. Agora, já em 2003, nem a mão direita nem a mão esquerda estavam plenas para a execução ao piano. O paulistano passou por cirurgia de introdução de eletrodos no cérebro, a fim de recuperar a plenitude dos movimentos. Mesmo com todas essas dificuldades, ele segue na ativa até hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: