Walcyr Carrasco exigiu uma mulher-objeto desde o início

criticada pelos portais, Camila Queiroz entregou nudez e cenas picantes ao autor homem da pornochanchada global

Créditos na imagem

“Esclarece a atriz que quando foi convidada para protagonizar a continuação da novela, a sinopse que lhe foi entregue era totalmente diferente dos rumos que a história tomou após o início das gravações. Mesmo assim, a atriz continuou gravando confiante de que o teor da trama seria encaminhado para o final original que havia sido combinado desde o princípio, conforme a empresa e seus funcionários prometiam para a atriz a todo tempo”

Nota da assessoria de imprensa de Camila Queiroz. Com tamanha picância do enredo, fica sob suspeição o teor deste novo final. O que mais exigiria-se do corpo de uma mulher para criar um enredo supostamente brilhante?

Ataques dos portais de fofoca, internautas e da própria abordagem da rede Globo ao caso Camila Queiroz, uma atriz que fez exigências para interpretar uma menor de idade prostituta, denotam o quão longe estamos de uma sociedade com igualdade de gênero. Um dos exemplos mais emblemáticos vem, como sempre, de um homem: Leo Dias, no meio de toda a problemática da saída, acusou a atriz de entregar falsos atestados. Teve crise de estômago e precisou tomar medicações na veia, rebate Camila, provando com uma imagem:

Verdades secretas tenta lacrar no mundo audiovisual através da polêmica misturada à objetificação feminina. A trama de Walcyr Carrasco aborda questões como o chamado “Book Rosa”, mas compensa o engajamento social transformando atrizes profissionais em pedaços de carne. Pesquise algum dos nomes femininos do elenco e possivelmente verá, nas sugestões: “… nua em verdades secretas”.

Verdades Secretas, o fim das contas, possui muito pouco de arte, reservando seu maior tempo aos momentos que fazem homens excitados ligarem a TV em busca de uma pornografia que possua rostos famosos.

“Para estender seu contrato por apenas sete diárias a mais, Camila Queiroz fez um conjunto de exigências que não existe no mundo da produção audiovisual”, disse outro homem, o diretor de entretenimento Ricardo Waddington, que permanece com as calças no lugar desde o início das gravações. As “demandas contratuais inaceitáveis”, conforme nota de rede globo, foram mal encaradas nos corredores da empresa.

Eu diria, rimando com Waddington, que para gerar audiência e talvez ganhar algumas estatuetas, Walcyr Carrasco fez exigências que, infelizmente, sempre existiram de homens para mulheres. A jornalista feminista Vanessa Rodrigues classificou a primeira temporada como um ‘panfleto conservador’.

Um panfleto com nudes, é verdade. Mas, um panfleto, no final das contas.

Vale também ler a crítica de Stephanie Ribeiro, que logo ao título provoca: “A Verdade Secreta é que a família brasileira não liga para abuso”.

Pelo instagram, a atriz de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, se despede de Angel:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: